Vinho Don Guerino Assemblage Tinto Bag in Box 3 Litros

Código: 5444 Marca:
R$ 100,35
até 2x de R$ 50,17 sem juros
ou R$ 95,33 via Boleto Bancário
Comprar Disponibilidade: Imediata Aproveite! Restam apenas 4 unidades
    • 1x de R$ 100,35 sem juros
    • 2x de R$ 50,17 sem juros
  • R$ 95,33 Boleto Bancário
* Este prazo de entrega está considerando a disponibilidade do produto + prazo de entrega.

 Sobre o Vinho

O vinho Don Guerino Assemblage Tinto Bag in Box de 3 Litros é elaborado com corte de uvas Cabernet Sauvignon, Merlot e Tannat.

As uvas são cultivadas na cidade de Alto Feliz no Rio Grande do Sul.

Graduação Alcoólica: 13% vol.

 

 

 

Sobre as Uvas

Sobre a uva Cabernet Sauvignon

A mais famosa das uvas, a Cabernet Sauvignon é uma uva fácil de cultivar, adaptável a uma enorme variedade de terroirs, resistente a muitas pragas e ainda por cima capaz de fazer sucesso sozinha ou nas combinações mais famosas e elegantes do mundo.

Resultado do cruzamento das uvas Cabernet Franc e Sauvignon Blanc, a uva Cabernet Sauvignon tem sua origem reinvidicada pelos italianos, conhecida por lá como Biturica e mencionada por um historiador romano no início da era cristã.

Na França, onde a uva Cabernet Sauvignon ganhou história especialmente depois que a praga da filoxera, no século XVIII, fez os vinhedos serem todos replantados na Europa e as variedades Petit e Grande Vidure (as ancestrais da Cabernet) ocuparam muitos espaços em Bordeaux. 

A uva Cabernet Sauvignon se destaca por suas notas aromáticas de cerejas negras frescas, cassis e framboesa.

Como é uma planta de ciclo longo, a Cabernet é uma das últimas a sair do vinhedo (com exceção da Carménère, que é ainda mais tardia).

A uva Cabernet Sauvignon no mundo

No Brasil, ela se dá bem tanto em lugares altos e frios como na Serra Catarinense, quanto em locais mais quentes e secos como a Campanha Gaúcha, mas a colheita na primeira região pode ser no mês de abril e até em maio, enquanto no sul acontece em março, geralmente.

Na Europa, principalmente na França, onde a Cabernet é a estrela dos cortes da maioria dos grandes vinhos de Bordeaux (entre eles o Château Margaux e o Latite-Rotschild), ela amadurece em outubro e novembro e precisa resistir algumas vezes às geadas da região.

Já nos Estados Unidos, onde fez sua fama em grandes produtos como o Stag's Leap - o primeiro vinho das Américas a ser reconhecido como tendo a mesma qualidade de um dos grandes franceses em 1973 - ou na Robert Mondavi, a colheita pode ser um pouco mais cedo, devido ao calor maior da Califórnia.

Sobre a uva Merlot

A uva Merlot teve em Bordeaux, na França, o seu lançamento para o mundo.

Presente nos mais famosos vinhos do mundo, incluindo o Pétrus do Pomerol, a uva Merlot é a casta mais produzida na França e entra em quase todos os famosos blends, mas somente o Pétrus leva mais de 95% da dela em sua composição.

Com nome original Merlot Noir, o nome Merlot se refere ao nome de um pássaro chamado na Europa de Melro. A uva teria ganhado esse nome não só por sua tonalidade escura, de um preto azulado como o do pássaro, mas também por atrair uma grande quantidade dessas aves quando a colheita se aproxima.

A Merlot possui cultivo controverso pois os enólogos se dividem entre os que acreditam que ela deve ser colhida muito madura para concentrar mais açúcares e os que acham que ela deve ser colhida mais precocemente, para reter taninos e acidez. Seus grãos são pequenos e suculentos, com taninos tradicionalmente leves e bom teor de açúcar.

A uva Merlot no mundo
No Brasil, onde ela é conhecida como a mais bem sucedida uva tinta da Serra Gaúcha (muitos produtores acreditam que ela deveria ser a uva símbolo brasileira), sua precocidade é uma vantagem, pois ela consegue se desenvolver antes das fortes chuvas de verão, sendo colhida muitas vezes logo depois das uvas brancas. Isso lhe garante frescor e vivacidade, além de aromas mais frutados, muito atraentes nos tintos modernos.

Na Itália, ela só foi aparecer oficialmente em 1855, no Vêneto, onde até hoje é muito plantada.
 
A uva Merlot é muito utilizada em várias partes do mundo, como a Itália, a França, os Estados Unidos e até mesmo no leste europeu, para vinhos de corte. Ela é combinada com a Cabernet Sauvignon e com a Cabernet Franc (no corte tradicional de Bordeaux), com a Sangiovese em muitos vinhos do centro-norte da Itália e até mesmo em Portugal, para dar certa suavidade a algumas combinações de uvas típicas portuguesas. Nessas misturas, seu frutado, suavidade e baixos taninos são os pontos mais apreciados.

A uva Merlot se caracteriza por sua textura aveludado no paladar, capaz de produzir vinhos macios, delicados, ainda que tenham bom corpo ou potência em boca, sem, no entanto, agredirem com acidez marcada e taninos ardidos.

Os aromas que são mais facilmente associados aos bons vinhos de Merlot são as ameixas negras, o cassis, as cerejas e, por vezes, o mentolado. E quando o vinho passa por um estágio em madeira, aparecem aromas de grãos de café, chocolate e um pouco de especiarias.

O aveludado na boca combinado com o frutado típico, os taninos leves e o álcool muitas vezes mais baixo são o que há de mais tradicional e apreciável nos bons Merlots, que merecem ser bebidos um pouco mais jovens que os vinhos de outras castas clássicas francesas, como a Cabernet Sauvignon ou a Syrah, garantido sua vivacidade e frescor.

Sobre a uva Tannat

A uva Tannat se destaca pela grande quantidade de taninos, sendo uma das castas com maior carga tânica de todo o mundo, ao lado da uva Baga. 

Tendo sua origem na França, na região de Madiran, no sudoeste da França, ela resulta em vinhos tintos duros que precisam de anos para amaciar.

Ao ser levada por colonizadores bascos para a região do Uruguai, adaptou-se muito bem ao clima mais quente do que o presente no sudoeste francês, tornando-se a uva emblemática desse país do Cone Sul. 
Hoje ocupa 1/3 dos vinhedos do Uruguai – um volume duas vezes maior do que em sua terra natal na região de Madiran, no sudoeste da França. 

Recentemente foi descoberto por meios de pesquisas realizadas por médicos, que a casta Tannat é rica em revesratrol, substância muito encontrada em vinhos tintos que é extremamente benéfica para a saúde, auxiliando na redução do mau colesterol e no combate ao câncer. Por muito tempo a Tannat foi chamada de Harriague – homenagem a Pascual Harriague, que introduziu a cepa no Uruguai. Hoje produz na América do Sul vinhos tintos bastante saborosos e bem mais macios e acessíveis, em uma grande variedade de estilos. No Uruguai, região que a casta Tannat se adaptou de forma extraordinária, existem exemplares de vinhos varietais da uva, mas podem ser encontrados blends com cortes típicos da região de Bordeaux, com as castas Cabernet Franc, Merlot e Cabernet Sauvignon. Os vinhos tintos elaborados com a casta Tannat são excelentes opções para serem degustados e apreciados em momentos gastronômicos, sendo uma ótima alternativa para acompanhar cortes de carne, como por exemplo, a famosa e irreverenciada parrilla uruguai, prato típico da região em que são produzidos os melhores exemplares de tintos varietais e de corte elaborados com a uva Tannat.

Sobre a Vinícola

A Don Guerino é uma das mais modernas e belas vinícolas do país, rodeada por uma área de 50 hectares de vinhedos, numa paisagem única que encanta seus visitantes.

O sonho da vinícola Don Guerino nasce no ano de 2000, no município de Alto Feliz, na serra Gaúcha, com o plantio das primeiras videiras.

A paixão pela vitivinicultura foi trazida da Itália para o Brasil, pelos primeiros imigrantes da família Motter em 1880, e foi passada de geração a geração.

A Família Motter carrega consigo a filosofia “do vinho como uma expressão de um estilo de vida”. Desde o início o projeto está comprometido a elaborar vinhos de alta qualidade, com excelência e profissionalismo, procurando sempre ser fiel a terra que os origina.

Produtos relacionados

R$ 100,35
até 2x de R$ 50,17 sem juros
ou R$ 95,33 via Boleto Bancário
Comprar Disponibilidade: Imediata Aproveite! Restam apenas 4 unidades
Sobre a loja

A loja VinhoBag é a primeira loja especializada em embalagens bag in box. A bag in box é uma prática e econômica embalagem composta de uma sacola de polímeros especiais e com uma torneira. Desta forma, a bebida preserva suas qualidades por até 30 dias depois de aberta.

Social
Pague com
  • Mercado Pago
Selos
  • Site Seguro

Lourdes Maria Goya Costi - CNPJ: 08.697.784/0001-60 © Todos os direitos reservados. 2019